Poesia em tempos de fast news

CURSO MINISTRADO POR: Ademir Assunção , Diana Junkes

VAGAS: 47

CARGA HORÁRIA: 12h

DIAS DO CURSO: 13/01, 14/01, 20/01, 21/01, 27/01 e 28/01/2020 - 19h

 

Numa época marcada por excesso de informações sem essência, manipulação da realidade e esvaziamento da experiência humana, o que a linguagem poética tem a nos oferecer para expandir a consciência e aguçar nossa percepção? É esse o tema do curso, que mobiliza um amplo leque de experiências poéticas: dos poemas escritos e publicados em livros às canções gravadas em discos.

Nº de pessoas:

-

+

Limpar

R$ 300,00

Ementa do Curso

O que poesia tem a nos oferecer para expandir a consciência e aguçar nossa percepção em relação às potencialidades da linguagem, ao mundo que nos cerca e a nós mesmos? É esse o tema deste curso que mobiliza um amplo leque da experiência poética. Por meio de leituras, audições e abordagens críticas, pretende-se refletir sobre a poesia, seu lugar e seu papel no tempo presente. Tempo em que as vivências se tornam cada vez mais aceleradas e marcadas pelo esvaziamento das linguagens, pelo excesso de informações sem essência e pela manipulação incessante da realidade. Percorrendo alguns conceitos teóricos e obras poéticas (tanto escritas quanto oralizadas e/ou cantadas) de poetas dos séculos XX e XXI, procura-se mostrar também como os artistas reagem criticamente a essa realidade, denunciando-a e desafiando-a, ao mesmo tempo que incorporam criativamente novos recursos estéticos em seu fazer artístico, pela articulação entre ética e estética, política e invenção.

AULA 1 – FORMA É PODER, com Ademir Assunção

A linguagem simplesmente REPRODUZ a realidade ou ATUA na realidade? Ampliando nossa consciência e treinando nossa percepção, a linguagem poética é capaz de nos fazer ver com melhor nitidez a realidade e atuar sobre ela? Que recursos linguísticos os poetas utilizam para levar a linguagem ao seu ponto máximo de eficiência? Noções básicas de melopeia (a tessitura sonora no poema), fanopeia (o fluxo de imagens) e logopeia (a dança do intelecto entre as palavras).

Textos crítico-teóricos

*Leminski, Paulo. “Forma e Poder”. In:  Anseios Cripticos. Curitiba: Criar Edições, 1986

*Pound, Ezra. ABC da Literatura. Trad. Paes, José Paulo et all. São Paulo: Cultrix, 1971.

Audição e leitura crítica de poemas:

Aço em Flor – Paulo Leminski
some-se vento a esse nome – Josely Vianna Baptista
Brancos – Ricardo Aleixo
}Sítio – Claudia Roquette-Pinto
Cogito – Torquato Neto

AULA 2 – as múltiplas formas e as revoluções possíveis, com Diana Junkes

Poesia: utopia, distopia, pós-utopia. Forma e revolução. Invenção e tradição. Os fractais e os sonetos. A poesia política (e o engajamento com o agora) e a política da poesia (o engajamento com a linguagem, transtemporalmente). Modos de ser da poesia. Poesia experimental. Poesia oral. A corporalidade da escrita. Voz individual. Voz Coletiva. A forma é não só uma opção estética, mas uma escolha de intervenção pelo menos em duas realidades: a da página e a da sociedade. Portanto,

Textos teórico-críticos:

*Arendt, Hanna. Liberdade para ser livre. Disponível em: https://www.academia.edu/40226569/Hannah_Arendt_Liberdade_Para_Ser_Livre_Bazar_do_Tempo_2019_

*Campos, Haroldo de. Poesia e modernidade: da morte do verso à constelação. O poema pós-utópico” In: _____. O Arco Íris Branco. Rio de Janeiro: Imago, 1997, p. 243-270.

*Ferreira, Jerusa Pires. “Cultura é memória”. In: Revista da USP. Vol.24, p.114-120, 1995. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/27032

*Maciel, Maria Esther. Poéticas da lucidez: notas sobre poetas críticos na modernidade. In: Aletria. Vol 2, 1994. Disponível em:

http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/aletria/article/view/1102

*Maiakóvski, Vladimir. Poética: Como fazer versos. Disponível em:

https://pt.scribd.com/document/378357868/Como-Fazer-Versos-maiakovski

Audição e leitura crítica de poemas (poemas a definir):

Alberto Pucheu; Edimilson de Almeida Pereira; Helena Zelic
Décio Pignatari; Ernesto Melo e Castro; Marina Tzvietáieva
Mel Duarte; Patativa do Assaré

AULA 3 – IDADE MÍDIA: NOSSA ÉPOCA, com Ademir Assunção

Características da nossa época: excesso de informações, manipulação da realidade, esvaziamento dos discursos, mercantilização. Como os poetas reagem a esse contexto? Linguagem telegráfica (Oswald de Andrade). Desautomatização da linguagem (poetas concretos). Intertextualidade: textos que se relacionam com outros textos, provocando deslocamentos de grandes blocos culturais. Cruzamento de linguagens (poesia/música; poesia/cinema, poesia/quadrinho). Rebeldia de formas e conteúdos (Roberto Piva e Sebastião Nunes).

Textos teórico-críticos

*Campos, Haroldo de. “Uma poética da radicalidade”. In: Andrade, Oswald. Poesias Reunidas. São Paulo: Global, 2002.

*McKeena, Terence. O retorno à cultura arcaica. Rio de Janeiro: Record, 1991

*Jodorowsky, Alejandro. La Danza de la Realidad. São Paulo: Devir, 2010.

Audição e leitura crítica de poemas:

cidade, city, cité – Augusto de Campos
Visão de São Paulo à Noite – poema antropófago sob narcótico, de Roberto Piva
Lady Lazarus – Sylvia Plath
Antologia Mamaluca – Sebastião Nunes
Thoth – Rodrigo Garcia Lopes

AULA 4 – O PRESENTE, A VELOCIDADE E AS FRATURAS, com Diana Junkes

Uma época dromocrática. O verso, o tempo e a aceleração. Poesia e cidade: dois corpos, um único corpo. Realidade virtual e as configurações de um novo flâneur. Experiências subjetivas, poesia, ruínas. A arte é fratura. O poeta entre a melancolia e a invenção. Poesia: a outra voz. Silêncio, metalinguagem e rasuras da escrita no tempo presente. Deslocamentos e desterritorializações. O poético e o ecológico.

Textos teórico-críticos:

*Carneiro, Sueli. “Gênero, Raça e Ascenção Social”. In: “Revista de Estudos Feministas”, vol.3, n.2, 1995. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/16472

*Deguy, Michel. Reabertura após obras”. Trad. Marcos Siscar e Paula Glenadel. Campinas: Editora da Unicamp, 2010

*Krenak, Ailton. Entrevista a Jailson de Souza e Silva. Revista Periferias. Disponível em:

http://revistaperiferias.org/materia/ailton-krenak-a-potencia-do-sujeito-coletivo-parte-ii/?pdf=160

*Rosa, Hartmut; Tziminadis, João Lucas Faco. Modernidade dessincronizada: aceleração social, destemporalização e alienação: uma entrevista com Hartmut Rosa. Revista de Estudos de Sociologia. Volume 22, n.43, 2017. Disponível em:

https://periodicos.fclar.unesp.br/estudos/article/view/10462/7140

Audição e leitura crítica de poemas (poemas a definir):

Carlos Assumpção; Eliane Potiguara; Nina Rizzi;
Noémia de Souza; Sophia de Melo Breyner Andresen; Tarso de Melo
Prisca Agustoni; Alberto Bresciani; Eliane Potiguara;
Carlos Drummond de Andrade; Haroldo de Campos; Paulo Ferraz

AULA 5 – AS NARRATIVAS CINEMATOGRÁFICAS DE ARRIGO BARNABÉ E ITAMAR ASSUMPÇÃO, com Ademir Assunção

Linguagem que assimila recursos estruturais do cinema e das histórias em quadrinhos, como “planos”, “closes”, “cortes”, “sequências”, “repetições”, “diálogos”. Introdução de personagens marginais: o office-boy que se transforma no perigoso monstro-mutante Clara Crocodilo (Arrigo); o “Black Navalha”, o “Isca de Polícia”, o “Beleléu” negro, pobre e periférico (Itamar). Crítica do mundo contemporâneo. Metalinguagem. Humor e ironia.

Textos teórico-críticos

*Andrade, Oswald. “Manifesto Antropófago”. In A Utopia Antropofágica. São Paulo: Globo, 1990

*Key, Wilson Brian. A Era da Manipulação. São Paulo: Scritta, 1993.

*Fonseca, Cristina. A Poesia do Acaso na Transversal da Cidade. São Paulo: T. A. Queiroz, 1981

Leitura de poemas e audição de canções:

Clara Crocodilo – Arrigo Barnabé
Nego Dito – Itamar Assumpção
O terrorista – Wislawa Szymborska
Por mares nunca dantes – Geraldo Carneiro
Splash – Charles Bukowsky

AULA 6 – O OLHAR, A IMAGEM, AS OBJETIVAS DA POESIA, com Diana Junkes

“A inelutável cisão do ver”. Arte e imaginário. Poesia: instante decisivo. O cinema e a poesia. A subversão da ruína pelo humor. Os (des)limites entre verso e prosa.

Cacaso; Leila Míccolis
Lélia Coelho Frota; Maria Esther Maciel
Marilia Garcia; Marcos Siscar

Observações:

  1. Além dos poemas indicados, poderão ser lidos outros poemas e textos, que serão enviados aos alunos antecipadamente. Serão discutidos quadrinhos, grafites, obras de artes visuais e filmes em contraponto com os poemas.
  2. Todos os textos serão disponibilizados em pdf ou on-line.

 

Aspectos técnicos

As aulas serão transmitidas pelo Google Meet. As instruções para o acesso serão enviadas por e-mail dois dias antes do início do curso. Se você se inscrever nos últimos momentos, receberá essas instruções no dia da primeira aula.

Nossas aulas são transmitidas ao vivo, mas são também gravadas e podem ser assistidas posteriormente. Os links dos vídeos ficam ativos por 30 dias corridos a partir do fim do curso. Oferecemos certificado apenas para quem tiver 75% de presença nas aulas ao vivo.

Para mais informações: [email protected]

Ministrado por

Ademir Assunção

Poeta, jornalista e escritor. Publicou diversos livros de poesia, contos, romance e jornalismo, entre eles A Voz do Ventríloquo (Prêmio Jabuti 2013), Pig Brother (finalista do Prêmio Jabuti 2016), Adorável Criatura Franskenstein, Faróis no Caos e LSD Nô. Gravou os cds de poesia e música Rebelião na Zona Fantasma e Viralatas de Córdoba. Idealizou e … Continue lendo “Ademir Assunção”

Diana Junkes

É poeta e crítica literária. É  professora de literatura na Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), onde também coordena o Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Poesia e Cultura – NEPPOC/CNPq. Foi professora visitante nas  universidades de Yale, Illinois, Buenos Aires, Jaguelônica de Cracóvia. Dedica-se ao estudo da poesia brasileira, tema sobre o qual publica … Continue lendo “Diana Junkes”

Aulas

AULA 1
Data: 13/01/2021
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 2
Data: 14/01/2021
Horário: das 19h às 21h

_____________________________________

AULA 3
Data: 20/01/2021
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 4
Data: 21/01/2021
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 5
Data: 27/01/2021
Horário: das 19h às 21h

_____________________________________

AULA 6
Data: 28/01/2021
Horário: das 19h às 21h