O Anti-Édipo de Deleuze e Guattari

CURSO MINISTRADO POR: Sabrina Lasevitch , Julia Pedigone , Heitor Pestana , Felipe Shimabukuro , Larissa Drigo Agostinho , Vladimir Safatle

VAGAS: 27

CARGA HORÁRIA: 10h

DIAS DO CURSO: 20, 21, 22, 23 e 24/06/2022 - 19h

 

Esse curso busca celebrar o aniversário de 50 anos de uma obra que pretendia transformar profundamente a psicanálise, o marxismo e a teoria social. Nesse curso, abordaremos alguns dos conceitos mais importantes criados por Deleuze e Guattari em sua tentativa de pensar o capitalismo e a história do ponto de vista do desejo.

Nº de pessoas:

-

+

Limpar

R$ 300,00

Ementa do Curso

Curadoria: Larissa Drigo Agostinho

Esse curso busca celebrar o aniversário de 50 anos de uma obra que pretendia transformar profundamente a psicanálise, o marxismo e a teoria social. Nesse curso, abordaremos alguns dos conceitos mais importantes criados por Deleuze e Guattari em sua tentativa de pensar o capitalismo e a história do ponto de vista do desejo.

Aula 1, com Vladimir Safatle e Larissa Drigo Agostinho

Uma história universal descolonial, o fim da teleologia e a permanência da revolução em Anti-Édipo e uma introdução à relação entre capitalismo e esquizofrenia

Em um momento histórico, no qual experiências filosóficas múltiplas recusam a noção de uma história universal, Deleuze e Guattari a preservam, mas abandonando seu horizonte teleológico em larga medida eurocêntrico que ainda podemos encontrar em Marx. No entanto, isso não é feito através do abandono da categoria de revolução, mas de sua complexificação. Trata-se aqui de pensar porque razão a esquizofrenia e o capitalismo ocupam o lugar do universal e suas consequências na teoria e na prática política.

Aula 2, com Felipe Shimabukuro

A noção de Urstaat no Anti-Édipo

O objetivo da aula é trazer alguns elementos que ajudem a compreender a noção de Urstaat no Anti-Édipo. Trata-se, num primeiro momento, de mostrar como Guattari e Deleuze criaram esse neologismo a partir de certas referências, em seguida sugerir como tal noção diz respeito a um debate dos autores com a tradição marxista e, por fim, situar o lugar ocupado pela categoria de Estado dentro da “filosofia política” do Anti-Édipo.

Aula 3, com Heitor Pestana

Máquina e interpretação: considerações sobre o funcionalismo esquizoanalítico

Discutiremos, a partir da crítica de Deleuze & Guattari à representação contida em O Anti-Édipo, algumas problemáticas que surgem no que se refere à clínica. O materialismo e o funcionalismo proposto pelos autores, a partir do conceito de máquina desejante, serve de base a uma crítica da interpretação que coloca muitas questões à prática psicanalítica. Como operar com um inconsciente molecular?

Aula 4, com Julia Pedigone

A clínica na saúde pública brasileira à luz do Anti-Édipo

A partir da experiência clínica e política de Félix Guattari, na concretude de seu trabalho em instituições que propunham atravessar com loucura uma experiência que não a do “grande medo dos fluxos decodificados”, proponho discutirmos o problema do trabalho institucional com a loucura, a partir de algumas anotações do Anti-Édipo e para além dele. Como pensar essa clínica no momento em que a vivemos?

Aula 5, por Sabrina Lasevitch

Quando a clínica encontra a política: desejo e revolução no Brasil hoje

Uma releitura das quatro teses da esquizoanálise pela perspectiva dos movimentos de resistência ao autoritarismo no Brasil de 2022. Será estudada, principalmente a segunda tarefa positiva da esquizoanálise, usando exemplos práticos da militância brasileira contemporânea.

 

Ministrado por

Sabrina Lasevitch

Doutoranda em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (PPGPsi-UFF) e Mestra em Sociologia e Direito pela mesma instituição (PPGSD-UFF). Pesquisadora do Grupo de Estudos sobre Violências (PPGCP-UFF), do Grupo de Pesquisa em Filosofia, Ciências Humanas e Outros Sistemas de Pensamento (GPfil-UNIMONTES), do Observatório de Saúde Mental, Justiça e Direitos Humanos (PPGPsi-UFF) e do GT Deleuze & … Continue lendo “Sabrina Lasevitch”

Julia Pedigone

Psicanalista, graduada em Psicologia pela Universidade de São Paulo e graduanda em filosofia pela mesma universidade. Especialista em Atenção Psicossocial pelo CAPS Luís da Rocha Cerqueira (CAPS Itapeva) e coordenadora do grupo Causdequê?, que oferece atendimentos para adolescentes LGBTQIA+ em vulnerabilidade social na cidade de São Paulo.

Heitor Pestana

Psicanalista, mestre em Psicologia Social pelo Instituto de Psicologia da USP e membro do Núcleo de Estudos e Trabalhos Terapêuticos (NETT-USP).

Felipe Shimabukuro

Doutor em filosofia pela Universidade de Paris 1, mestrado em psicanálise pela Universidade de Paris 8, atualmente pós-doutorando em filosofia na USP).  

Larissa Drigo Agostinho

Mestre e doutora em Letras pela Universidade de Paris IV, mestre em filosofia pela Universidade de Paris I e pós-doutoranda em filosofia pela Universidade de São Paulo, com estágio de pesquisa na Universidade de Paris I.

Vladimir Safatle

Professor titular do departamento de filosofia e do instituto de psicologia da USP. Professor-convidado das universidades de Paris VII, Paris VIII, PAris X, Essex, Toulouse, Louvain, Stellenboch, visiting-scholar da Universidade de California – Berkeley. Autor, entre outros, de: Maneiras de transformar mundos: Lacan, política, emancipação (Autêntica, 2020), Introdução a Lacan (Autêntica, 2018), O circuito dos … Continue lendo “Vladimir Safatle”

Aulas

AULA 1
Data: 20/06/2022
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 2
Data: 21/06/2022
Horário: das 19h às 21h

_____________________________________

AULA 3
Data: 22/06/2022
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 4
Data: 23/06/2022
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 5
Data: 24/06/2022
Horário: das 19h às 21h