Nascimento e morte do Ego em Santo Agostinho

CURSO MINISTRADO POR: Prof. Dr. Luiz Marcos da Silva Filho

VAGAS: 35

CARGA HORÁRIA: 12h

DIAS DO CURSO: 04, 05, 06 e 07/05/2020 - das 19h às 22h

 

O curso investigará uma das primeiras reflexões sobre o Ego da História da Filosofia. Em Agostinho, o Ego tem emergência na iniciativa humana de inaugurar uma condição histórica em ruptura com a natureza, ou seja, no pecado que originou sucessão de sofrimentos.

Nº de pessoas:

-

+

Limpar

R$ 440,00

Ementa do Curso

O curso investigará uma das primeiras reflexões sobre o Ego da História da Filosofia. Em Agostinho (séc. IV – V d. C.), o Ego tem emergência na iniciativa humana de inaugurar uma condição histórica em ruptura com a natureza, ou seja, no pecado que originou sucessão de sofrimentos. Como resultado da falta original, o Ego mesmo é uma falta ontológica, epistemológica e moral que o ser humano não deveria padecer por natureza. Ao mesmo tempo, o Ego é exaltado como se houvesse consistência e cultuado como princípio e fundamento cosmológico, o que precipita o ser humano em um modo de vida denominado por Agostinho de vida segundo a mentira. Em suma, examinar a emergência do Ego em Agostinho coincide com a investigação filosófica das origens da falta, da contradição e do sofrimento humanos na mitologia cristã.

Carga-horária: 12h

Aula 1: Introdução a um outro Agostinho, anti-aristotélico

– Agostinho e a cultura clássica pagã;
– O pecado original: ruptura entre Natureza e Condição, entre Essência e Existência;
– O pecado original: ruptura com o isomorfismo entre mundo e linguagem, entre ser e dizer;
– Os limites do discurso declarativo e o exercício entre fé e razão.

Aula 2: O ser humano como imagem e (des)semelhança de Deus

– Natureza trina da alma humana como imagem da Trindade;
– Fratura da imagem trina e aquisição de dessemelhança: a queda;
– A morte como pena do pecado e contradição real;
– A emergência do Ego e a perversão das paixões.

Aula 3: Teoria da sexualidade de Agostinho

– Agostinho: o primeiro filósofo da vontade;
– Vontade e contravontade: ainda a contradição real;
– O Ego deseja o gozo: a origem da libido;
– A sexualidade como instância de análise da transição entre natureza e história.

Aula 4: Política e libido de dominação

– A vontade como fundamento da história e da política;
– A autonomia da política ou divórcio entre política e moral
– Ego e libido como fundamento da cidade terrena;
– Legitimidade dos instrumentos de coerção e disciplina;
– Agostinho teórico da teocracia?

Referências bibliográficas:

AGOSTINHO. Confissões. Trad. Lorenzo Mammì. São Paulo: Penguim Companhia das Letras, 2017.

___________. A cidade de Deus. (contra os pagãos). 2 volumes. Trad. Oscar Paes Leme. Petrópolis: Vozes, 2002.

ARENDT, H. O conceito de amor em Santo Agostinho. Trad. Dinis, A. P. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

BROWN, P. Santo Agostinho, uma biografia. Rio de Janeiro: Record, 2006.

GILSON, É. Introdução ao estudo de santo Agostinho. Trad. Ayoub, C. N. A. São Paulo: Discurso Editorial; Paulus, 2006.

NOVAES, M. A razão em exercício: estudos sobre a filosofia de Agostinho. São Paulo: Paulus/Discurso Editorial, 2009.

SENELLART, M. As artes de governar: do regimen medieval ao conceito de governo. Trad. Neves, P. São Paulo: Ed. 34, 2006.

SILVA FILHO, L. M. “Ambivalência da política no prólogo d’A cidade de Deus, de Agostinho”. Cadernos de Ética e Filosofia Política, n. 31, v. 2, p. 49-62, 2017.

________________. “A vontade como fundamento da política em Agostinho”. Síntese – Revista de Filosofia, v. 45, no 142, 2018, p. 271-282.

________________. “Crítica à autonomia do poder político em Agostinho”. Revista Olhar, 28, jan.-jun. 2013, pp. 13-24.

Ministrado por

Prof. Dr. Luiz Marcos da Silva Filho

Professor de História da Filosofia Patrística e Medieval da PUC-SP. Professor Colaborador do Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia da PUC-SP. Possui graduação, mestrado e doutorado pela USP, com estágio no exterior na Université de Tours. É pós-doutor em Filosofia pela UFSCar. Pesquisador associado do GT da Anpof História da Filosofia Medieval e a Recepção … Continue lendo “Prof. Dr. Luiz Marcos da Silva Filho”

Aulas

AULA 1
Data: 04/05/2020
Horário: das 19h às 22h

____________________________________

AULA 2
Data: 05/05/2020
Horário: das 19h às 22h

_____________________________________

AULA 3
Data: 06/05/2020
Horário: das 19h às 22h

____________________________________

AULA 4
Data: 07/05/2020
Horário: das 19h às 22h