Masculinidades: do estrutural ao plural

CURSO MINISTRADO POR: Fábio Mariano , Guilherme Almeida , Isabela Venturoza , Pedro Ambra 

VAGAS: 25

CARGA HORÁRIA: 8h

DIAS DO CURSO: 19, 20, 21 e 22/09/2022 - 20h às 22h

 

O curso visa introduzir es alunes a pontos chave na temática das masculinidades. Partindo da construção do problema da invisibilidade inicial do masculino – tomado muitas vezes como sinônimo de universal ou humano -, buscaremos desnaturalizar compreensões correntes da masculinidade visando a constituição de um percurso que vá da crítica ao patriarcado às suas possibilidades de subversão.

Nº de pessoas:

-

+

Limpar

R$ 270,00

Ementa do Curso

O curso visa introduzir es alunes a pontos chave na temática das masculinidades. Partindo da construção do problema da invisibilidade inicial do masculino – tomado muitas vezes como sinônimo de universal ou humano -, buscaremos desnaturalizar compreensões correntes da masculinidade visando a constituição de um percurso que vá da crítica ao patriarcado às suas possibilidades de subversão: serão sublinhados os pilares estruturais da lógica da dominação masculina, suas violências e expressões no contexto brasileiro, e, ao mesmo tempo, apresentaremos análises que negritem igualmente as diferentes masculinidades, seus pontos de fuga e contradições internas.

Aula 1 – A constituição do mito viril no Ocidente

Nesta aula será apresentada, por meio da psicanálise, uma crítica a leituras que localizam, seja na biologia, seja no psiquismo, uma essência ahistórica da masculinidade. Por meio de uma análise da história da masculinidade no Ocidente, buscaremos demonstrar como os impasses psíquicos daqueles que a linguagem denomina “homens” foram construídos por meio da instauração da fantasia de uma virilidade totalitária, que constitui a essência da chamada castração simbólica em Jacques Lacan.

Aula 2 – Masculinidades e violência

Esta aula pretende refletir sobre as articulações entre masculinidades e múltiplas formas de violência. A partir dela, deveremos observar as relações entre homens e processos de subjetivação cuja constituição quase sempre prevê encontros com a violência (contra um Outro, mas também contra si mesmo). Nesse percurso, buscaremos oferecer alternativas analíticas a abordagens que tematizam as masculinidades por meio de categorias como “tóxica”, “saudável”, “positiva” etc. O intuito será sensibilizar o olhar para a complexidade das dinâmicas violentas e para a distribuição desigual do poder (também entre os próprios homens).

Aula 3 – Guilherme Almeida

Aula 4 – Homens: Masculinidades

É fato que o tema das Masculinidades é cada vez mais necessário nas várias áreas do conhecimento que buscam compreender o Homem e os homens dentro do debate de gênero e porque não, fora dele. Desse modo, a aula tem por objetivo dialogar com os alunes sobre o tema das masculinidades, as paisagens onde esse assunto tem transitado e as possibilidades de ampliação do debate que vem se construindo.

Aspectos técnicos

As aulas serão transmitidas pelo Google Meet. As instruções para o acesso serão enviadas por e-mail dois dias antes do início do curso. Se você se inscrever nos últimos momentos, receberá essas instruções no dia da primeira aula.

Nossas aulas são transmitidas ao vivo, mas são também gravadas e podem ser assistidas posteriormente. Os links dos vídeos ficam ativos por 30 dias corridos a partir do fim do curso. Oferecemos certificado apenas para quem tiver 75% de presença nas aulas ao vivo.

Para mais informações: [email protected]

Ministrado por

Fábio Mariano

Possui graduação em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001), mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2007) e doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2019). Secretário Geral da reitoria da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor e membro do Grupo de Pesquisa Inanna … Continue lendo “Fábio Mariano”

Guilherme Almeida

Graduou-se em Serviço Social pela UERJ (1996), é Mestre em Ciências pela FIOCRUZ (2000) e Doutor em Saúde Coletiva pelo IMS/UERJ (2005). Tem experiência técnico-científica na área da saúde coletiva, assistência social e direitos humanos. Desenvolveu estudos, ações extensionistas e assessorias voltadas especialmente a temas relacionados à diversidade sexual e diversidade de gênero, política de … Continue lendo “Guilherme Almeida”

Isabela Venturoza

Antropóloga, doutoranda pelo programa de Pós-graduação em Antropologia Social da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestra em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (USP). É pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero Pagu (UNICAMP) e do Núcleo de Estudos sobre Marcadores Sociais da Diferença (NUMAS/USP). É também colaboradora da ONG Coletivo Feminista Sexualidade … Continue lendo “Isabela Venturoza”

Pedro Ambra 

Psicanalista, professor da PUC-SP,  doutor em Psicologia Social pela USP e em Psicanálise e Psicopatologia pela Université de Paris.

Aulas

AULA 1
Data: 19/09/2022
Horário: das 20h às 22h

____________________________________

AULA 2
Data: 20/09/2022
Horário: das 20h às 22h

_____________________________________

AULA 3
Data: 21/09/2022
Horário: das 20h às 21h

____________________________________

AULA 4
Data: 22/09/2022
Horário: das 20h às 22h