Jornalismo investigativo em tempos de ameaça à democracia

CURSO MINISTRADO POR: Andrea Dip

VAGAS: 25

CARGA HORÁRIA: 8h

DIAS DO CURSO: 13, 14, 15 e 16/04/2020 - das 20h às 22h

 

O curso pretende aguçar o olhar e levantar algumas das principais questões e técnicas que envolvem o fazer jornalismo investigativo hoje no Brasil e no mundo.

Nº de pessoas:

-

+

Limpar

R$ 350,00

Ementa do Curso

O curso pretende aguçar o olhar e levantar algumas das principais questões e técnicas que envolvem o fazer jornalismo investigativo hoje no Brasil e no mundo. Desde como farejar e perseguir uma boa pauta, modelos de financiamento, fugir dos clichês nas reportagens, como extrair dados de fontes oficiais, passando pelo trato à pessoas em situação de vulnerabilidade e crianças, protocolos e termos corretos para falar sobre questões de gênero até os formatos que servem melhor a cada tipo de matéria e a segurança do repórter no campo e nas redes. Nesta segunda edição, o curso focará ainda mais no fazer jornalismo investigativo em tempos de governos autoritários e ameaças a jornalistas, com exemplos e estratégias reais, utilizadas por profissionais de diversos lugares do mundo.

Aula 1  – O quê? Quem? Como? Quando?

O que é jornalismo investigativo, quais são as principais iniciativas no Brasil e no mundo hoje e como elas se sustentam; Como farejar uma boa pauta e conduzir uma investigação; Exemplos de grandes reportagens realizadas em países com governos autoritários.

Aula 2 – Jornalismo investigativo e direitos humanos: gênero, juventude, crimes de ódio e exclusão social

Como fugir dos clichês e do olhar viciado; Como o Brasil se comporta com relação a esses temas – políticas públicas, números da violência, pautas morais no Congresso Nacional; Fundamentalismo religioso e ameaça a direitos; Cuidados e protocolo ao entrevistar pessoas em situação de vulnerabilidade, população LGBT e crianças.

Aula 3 – Jornalismo político e jornalismo de dados

Pedidos via Lei de Acesso a Informação; Quais são as principais fontes de informação oficiais para reportagens de dados, como extrair e interpretar as informações?

Professor convidado: Bruno Fonseca, repórter de dados e infografista na Agência Pública de Jornalismo Investigativo

Aula 4 – Segurança do repórter em campo e digital

A partir de manuais, protocolos e discussões atualizadas, como se proteger de ataques em campo e online. Como se proteger quando as ameaças vêm de atores do próprio governo. Saúde mental e emocional do jornalista investigativo.

Jornalista convidada/o a definir.

Ministrado por

Andrea Dip

Andrea Dip é repórter especial e editora na Agência Pública de Jornalismo Investigativo e cobre temas relacionados a gênero, infância, sistema carcerário, entre outros. Trabalha com jornalismo em direitos humanos desde 2001. Recebeu sete prêmios de jornalismo em Direitos Humanos e foi finalista do Prêmio Gabriel García Márquez para o Novo Jornalismo Ibero-Americano em 2015, … Continue lendo “Andrea Dip”

Aulas

AULA 1
Data: 13/04/2020
Horário: das 20h às 22h

____________________________________

AULA 2
Data: 14/04/2020
Horário: das 20h às 22h

_____________________________________

AULA 3
Data: 15/04/2020
Horário: das 20h às 22h

____________________________________

AULA 4
Data: 16/04/2020
Horário: das 20h às 22h