Feminismo existencialista de Simone de Beauvoir

CURSO MINISTRADO POR: Djamila Ribeiro

VAGAS: 10

CARGA HORÁRIA: 8h

DIAS DO CURSO: Dias 02, 03, 04 e 05/10 (Segunda, Terça, Quarta e Quinta-Feira)

 

Esse curso pretende evidenciar como, ao realizar uma das obras mais importantes para explicar a situação da mulher, Simone de Beauvoir constrói assim um feminismo existencialista.

Sem inscrições no momento!
Avisa-me quando abrir inscrições.

Avisa-me

Ementa do Curso

Na obra O Segundo sexo – Fatos e mitos e A experiência vivida – Simone de Beauvoir pensa a categoria gênero a partir da condição da mulher. Para tal, ela mobiliza categorias que se estão ligadas ao empreendimento filosófico de Heidegger, Hegel, Merleau Ponty, Sartre, adquirem uma especificidade na discussão de gênero que permite que falemos em um “feminismo existencialista”, feminismo aqui entendido como um projeto de auto-afirmação da mulher para além do gênero que a define.

Com a famosa frase: “não se nasce mulher, torna-se” Beauvoir constrói uma crítica ao “eterno feminino” evidenciando que o gênero para a mulher é algo que se impõe a ela. No projeto de Simone de Beauvoir, o gênero é simultaneamente condição para se pensar a mulher e objeto de crítica.

A filósofa inicia este projeto refutando a existência de uma natureza feminina, tributária do gênero, dada pela biologia. A crítica a seguir contrapõe a psicanálise e os conceitos freudianos e, por fim, Beauvoir refuta a teoria marxista em relação à mulher. Essas três instâncias são consideradas por Beauvoir como instâncias que bloqueiam a liberdade da mulher ao interpor à radicalidade do projeto (de cada um/uma) uma mediação inerte que mitiga e até certo ponto o nega, o gênero.

Esse curso pretende evidenciar como, ao realizar uma das obras mais importantes para explicar a situação da mulher, Simone de Beauvoir constrói assim um feminismo existencialista. Pretendemos estudar os conceitos mobilizados por Beauvoir como “Outro”, “situação”, entre outros, defendendo-a, antes de tudo, como filósofa. Posteriormente, Beauvoir se entende como feminista e O segundo Sexo adquire um caráter fundamentalmente político.

Ministrado por

Djamila Ribeiro

Graduada em Filosofia e Mestre em Filosofia Política pela Universidade Federal de SP; Membro da Simone de Beauvoir Society; Apresentou em 2001 e 2014, pesquisa na Simone de Beauvoir Society Conference, na Universidade do Oregon e em Saint Louis, respectivamente; Membro fundadora do Mapô – Núcleo de Estudos Interdisciplinar em Raça, Gênero e Sexualidade da … Continue lendo “Djamila Ribeiro”

Aulas

AULA 1
Data: 02/10
Horário: 20h às 22h
_____________________________________

AULA 2
Data: 03/10
Horário: 20h às 22h
_____________________________________

AULA 3
Data: 04/10
Horário: 20h às 22h

_____________________________________

AULA 4
Data: 05/10
Horário: 20h às 22h