Encantamento – das políticas e gramáticas de vida

CURSO MINISTRADO POR: Luiz Rufino , Luiz Antonio Simas

VAGAS: 76

CARGA HORÁRIA: 8h

DIAS DO CURSO: 03, 04, 05 e 06/08/2020 - 19h

 

O contrário da vida não é a morte e sim o desencantamento. Essa é a sentença disparada no livro Flecha no Tempo de Luiz Rufino e Luiz Antonio Simas, que será invocada para pensarmos sobre os nossos atos, como nos concebemos hoje e nos inscrevemos na espiral chamada vida.

Nº de pessoas:

-

+

Limpar

R$ 260,00

Ementa do Curso

O contrário da vida não é a morte e sim o desencantamento. Essa é a sentença disparada no livro Flecha no Tempo de Luiz Rufino e Luiz Antonio Simas, que será invocada para pensarmos sobre os nossos atos, como nos concebemos hoje e nos inscrevemos na espiral chamada vida. Dessa maneira, adentramos nas reflexões que confrontam as obras erguidas no Brasil. Seriam essas obras manifestações da vida ou do desencanto? Como ao longo de pouco mais de cinco séculos se edificou um constructo de terror e violência que produz formas de vida em detrimento da aniquilação, subordinação e humilhação de tantas outras? Seria o modo dominante um simulacro de vida? Ou mesmo, uma esfera contrária a vida, já que para se manifestar se nutre do morticínio, revelando seu caráter sofisticado e multifacetado de maneiras de assassinar? Partimos da premissa que a nossa história é parte de uma guerra inacabada, que para ser enfrentada demanda mais que um diagnóstico, mas também um giro político e poético nos modos de percebe-la e enfrenta-la. Assim, apostamos como orientação das batalhas outras maneiras de sentir/fazer/pensar que alarguem a percepção do mundo e as possibilidades de posicionamento e interação. O Brasil como uma espécie de “ponto riscado” nas margens do mundo resguarda respostas possíveis de alumbrar a vida, para além da sobrevivência, mas perspectivando como encante.

1) Carrego Colonial: das inscrições, obras e espectro do terror- Luiz Rufino
2) Batalha contra o desencanto: a encruzilhada como chegada- Luiz Rufino
3) Adequar para transgredir; gingar para se equilibrar: as pelintrações do samba no toque do tambor do mundo” – Luiz Antonio Simas
4) A procissão dos deuses destronados: o carnaval como uma luta entre o corpo e a morte- Luiz Antonio Simas

Aspectos técnicos
O curso será transmitido pela plataforma Google Meet. No dia do primeiro encontro, os alunos receberão um email com as instruções, informações sobre a dinâmica das aulas e um link para acessar a videoconferência. Para acessar a plataforma pelo desktop, basta clicar no link. Para acessar pelo smartphone, é preciso baixar o aplicativo do Meet. Todas as aulas são gravadas e enviadas por e-mail para a turma após cada encontro. O curso é certificado para quem assistir a 75% das aulas ao vivo. Para mais informações: [email protected]

Ministrado por

Luiz Rufino

Pedagogo, escritor, Doutor em Educação pela UERJ, pós-doutorado em Relações étnico-raciais (Cefet/PPRER) é professor da UERJ-FEBF no Departamento de Ciências e Fundamentos da Educação. Desenvolve pesquisas sobre Crítica ao Colonialismo, Linguagens, Conhecimentos e Educações Populares. É autor de “Histórias e Saberes de Jongueiros” (Multifoco, 2014), “Pedagogia das Encruzilhadas” (Mórula, 2019) e em parceria com Luiz … Continue lendo “Luiz Rufino”

Luiz Antonio Simas

Historiador, compositor e escritor. Trabalha como professor de História e desenvolve pesquisas sobre brasilidades, entre elas destaque-se o samba, futebol e o carnaval. Ganhador do prêmio Jabuti 2016 de livro de não ficção.  É autor, entre outros, do “Almanaque de Brasilidades” (Bazar do Tempo, 2018), de “Pedrinhas miudinhas: ensaios sobre ruas, aldeias e terreiros” (Mórula, … Continue lendo “Luiz Antonio Simas”

Aulas

AULA 1
Data: 03/08/2020
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 2
Data: 04/08/2020
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 3
Data: 05/08/2020
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 4
Data: 06/08/2020
Horário: das 19h às 21h