CULT Especial #9 | JANEIRO 2018

EDIÇÃO: 9

PÁGINAS: 52

 

Nesta edição especial da CULT, especialistas analisam aspectos da vida e da obra da filósofa alemã Hannah Arendt, e a atualidade do seu pensamento

Quantidade:

-

+

R$ 14,90

Detalhes da Edição

Um pensamento atual, por Cláudia Perrone-Moisés
Debatidos pela autora, temas como direitos humanos, automação no trabalho, crimes contra a humanidade e mentira na política são ainda nossos contemporâneos

O enigma de Hannah, por Susana de Castro
Ao recusar o título de filósofa, autora de ‘A condição humana’ chama a atenção para a separação entre filosofia e política

A constituição do sujeito e a ação política, por Bethania Assy
Segundo Hannah Arendt, aquilo que nos afeta nas formas mais variadas de injustiça decorre de um juízo político dos afetos comuns

Arendt e o totalitarismo, por Newton Mignotto
Os estudos sobre o totalitarismo da filósofa esclarecem a face trágica do século 20 e os desafios das democracias no século 21

Violência e banalidade do mal, por Odílio Alves Aguiar
Em Arendt, o problema do mal é abordado por uma perspectiva política e não moral ou religiosa

Destinos cruzados, por Elie Cohen-Gewerc
Hannah Arendt assumiu posições polêmicas e firmes, inclusive sua relação com o filósofo e membro do partido nazista Martin Heidegger

A vitória da vida sobre a política, por Adriano Correia
Para Arendt, o evento decisivo da modernidade política é a politização da vida biológica ou a instrumentalização da política pelo mero viver

Pensamento em diálogo, por André Duarte
A transposição do conceito de performatividade de gênero de Judith Butler para o campo da política em Hannah Arendt

Tensão entre teoria e prática, por Eduardo Jardim
Hannah Arendt propôs tratar da relação entre teoria e prática fora da solução “ativista” adotada pela orientação dominante nas ciências sociais

Ficha Técnica

ISBN: 978-85-89882-20-9
Edição: Especial
Data: Janeiro 2018
Páginas: 52
A Revista CULT é uma publicação mensal da Editora Bregantini