CULT #262 | OUTUBRO 2020

EDIÇÃO: 262

PÁGINAS: 40

 

O feminismo decolonial – constituído por intelectuais latino-americanas, afrodescendentes, mestiças, não brancas – denuncia a origem da geopolítica injusta do conhecimento na experiência colonial europeia nas Américas.

Quantidade:

-

+

R$ 21,50

Detalhes da Edição

Dossiê | Do que estamos falando quando falamos de feminismo decolonial brasileiro?

Apresentação, por Susana de Castro
Decolonialidade do saber versus colonialidade do poder?, por Mary Garcia Castro
Em busca de uma identidade brasiliana, por Príscila Carvalho
Decolonizando o olhar, por Caroline Marlim
Aliança e compromisso, por Suely Messeder
Origem e ideias centrais, por Susana de Castro

Ficha Técnica

ISSN: 1414707-6
Edição: 160
Data: Outubro 2020
Páginas: 40
A Revista CULT é uma publicação mensal da Editora Bregantini