CULT #235 | JUNHO 2018

EDIÇÃO: 235

PÁGINAS: 60

 

A história do movimento LGBT no Brasil contada por seus protagonistas, entrevista com André Singer e resenhas de Robert Musil e Frédéric Gros e colunas de Bianca Santana, Marcia Tiburi, Vladimir Safatle e Wilson Gomes

Quantidade:

-

+

R$ 16,90

Detalhes da Edição

Bianca Santana
Dados de diferentes tempos nos informam como o Estado brasileiro está a serviço do capital, contra pretos e pobres

Marcia Tiburi
Com a interação com máquinas e aparelhos, hoje não temos apenas relações sociais, mas tecnossociais

Wilson Gomes
As distorções e polissemias do termo “direita” e quem ganha com elas

Entrevista | André Singer
O cientista político fala sobre seu novo livro, O lulismo em crise: um quebra-cabeça do período Dilma (2011-2016) por Joaquim Toledo JR.

Dossiê | O movimento LGBT brasileiro: 40 anos de luta
– Apresentação, por Renan Quinalha
– Visão retrospectiva, por James N. Green
– Desejo transformador e revolucionário, por Marisa Fernandes
– Uma nova pauta política, por Jaqueline Gomes de Jesus
– Múltiplas e diferentes identidades, por Regina Facchini
– Amparo e solidariedade, por João Silvério Trevisan

Design
Os cem anos dos Ateliês Superiores de Arte e Técnica soviéticos, cuja efervescência revolucionária inspirou a Bauhaus e o MoMA, por Helô D’Angelo

Livros | Estante CULT
– Robert Musil, Liv Strömquist, Kazuo Ishiguro, por Welington Andrade
– O filósofo francês Frédéric Gros diz não a toda obediência irresponsável em Desobedecer, por Silvio Rosa Filho
– Noventa anos depois, Macunaíma, de Mário de Andrade, atualiza-se diante de questões contemporâneas sobre identidade, por Amanda Massuela

Vladimir Safatle
Qual gramática configura a forma da nossa revolta?


Ficha Técnica

ISSN: 9771414707007 00235
Edição: 235
Data: Junho 2018
Páginas: 60
A Revista CULT é uma publicação mensal da Editora Bregantini