CULT #234 | MAIO 2018

EDIÇÃO: 234

PÁGINAS: 60

 

As pressões das forças conservadoras na vida política do país analisadas por pesquisadores e comentadas à esquerda e à direita. Mais: Entrevista com o sociólogo Jessé Souza, ensaio sobre o movimento de Maio de 68 e collunas de Bianca Santana, Marcia Tiburi, Vladimir Safatle, Silvio Rosa Filho e Wilson Gomes

Quantidade:

-

+

R$ 16,90

Detalhes da Edição

Bianca Santana
Quem pode ser considerada mulher negra no Brasil? Colorismo e o mito da democracia racial

Marcia Tiburi
O ódio como estratégia na era do terrorismo imbecilizatório

Wilson Gomes
A correlação entre cultura juvenil digital, comportamentos políticos hostis às minorias e apoio a candidatos ultraconservadores

Entrevista
Retomando a escravidão, Jessé Souza quer convencer as pessoas de que os principais problemas do Brasil têm uma única origem: o ódio ao pobre, por Amanda Massuela

Dossiê ‘Quem são e o que querem as novas direitas brasileiras?’

As novas configurações das direitas no Brasil, por Esther Solano
A emergência dos Alternative Right (AR), por Helcimara Teles
As múltiplas faces do conservadorismo brasileiro, por Rosana Pinheiro-Machado e Tatiana Vargas Maia
Quem são e o que querem, por Camila Rocha
Cidadão de bem x vagabundos, por Márcio Moretto
As pautas das ‘novas’ direitas, comentadas à esquerda e à direita, por Redação

Ensaio
Ambiguamente, podemos perceber o quanto permanecemos próximos e distantes do movimento de revolta Maio de 68, por Gabriel Zacarias

Livros
Em ‘Karen’, Ana Teresa Pereira confunde realidade em narrativas poéticas, por Danilo Thomaz

Silvio Rosa Filho
A república dos universitários: Não como esperavam os educadores do campo progressista, a ideia de igualdade realizou-se plena, deslocada e rebaixadamente

Vladimir Safatle
Por que o Brasil, por alguma razão ligada a uma patologia cultural, faz desaparecer o que ele mesmo produz

Ficha Técnica

ISSN: 9771414707007 00233
Edição: 234
Data: Maio 2018
Páginas: 60
A Revista CULT é uma publicação mensal da Editora Bregantini