CULT #226 | AGOSTO 2017

EDIÇÃO: 226

PÁGINAS: 68

 

Esta edição #226 da Revista CULT traz um dossiê sobre o Artivismo das dissidências sexuais e de gênero, entrevista com a escritora estadunidense Angie Thomas autora de O ódio que você semeia e perfil com a educadora e escritora Nita Freire, viúva do pensador Paulo Freire

Quantidade:

-

+

R$ 15,90

Detalhes da Edição

FRANCISBO BOSCO
A legislação que regula questões de gênero nas universidades americanas

MARCIA TIBURI
Somos todos servos digitais, entre a produtividade e o consumismo diante de telas que administram o desejo

PERFIL
Viúva de Paulo Freire prepara inéditos do educador, critica Escola Sem Partido e defende memória do marido, por Amanda Massuela

DOSSIÊ | ARTIVISMO DAS DISSIDÊNCIAS SEXUAIS E DE GÊNERO
– Apresentação, por Leandro Colling
– Terceira margem do queer, por Tiago Sant’Anna
– Outras cenas de enfrentamento, ontem e hoje, por Djalma Thürler, Marcelo de Trói e Paulo César Garcia
– Vidobras dissidentes na música pop brasileira, por Rafael Guimarães e Cleber Braga
– Artistas refletem sobre a arte militante, por Amanda Massuela
– O que pode um corpo?, por Marcelo de Trói
– Quem pode se dizer homem?, por Amara Moira
– Quem tem receio da arte queer?, por Rosa Maria Blanca

LITERATURA
– Transgeneridade em dois poetas brasileiros contemporâneos, por Fabio Weintraub
– A transexual Gisberta Salce Júnior, segundo o poeta português Alberto Pimenta, por Pádua Fernandes
– Angie Thomas aborda racismo e violência policial para público infantojuvenil em O ódio que você semeia, por Elisa Rosa

BIANCA SANTANA
Como conter o avanço de Bolsonaros e pôr fim ao extermínio de jovens negros

VLADIMIR SAFATLE
A dialética negativa como única forma própria a nosso tempo de articular crítica efetiva e ação

#EULEIOACULT

Ficha Técnica

ISSN: 9771414707007 00226
Edição: 226
Data: Agosto 2017
Páginas: 68
A Revista CULT é uma publicação mensal da Editora Bregantini