Bauman – Perspectivas de Vivências na Sociedade Líquida

CURSO MINISTRADO POR: Dennis de Oliveira

VAGAS: 28

CARGA HORÁRIA: 8h

DIAS DO CURSO: De 20 a 23/03/2018 (terça, quarta, quinta e sexta-feira), das 19h30 às 21h30

 

Reflexão sobre as obras do pensador polonês Zygmunt Bauman que tratam das fragilidades das relações humanas causadas pela insegurança da atual configuração da sociedade capitalista

Nº de pessoas:

-

+

Limpar

R$ 350,00

Ementa do Curso

Reflexão sobre as obras do pensador polonês Zygmunt Bauman, morto em 2017, que tratam das fragilidades das relações humanas causadas pela insegurança da atual configuração da sociedade capitalista. A busca pelo prazer imediato, a vivência instantânea do aqui-agora e a perda da ideia de planejamento a longo prazo geram o que o pensador chama de “noção pontilhista de tempo”. Quais seriam as perspectivas de vivencias em uma sociedade com estas características? O curso é um convite à construção de uma reflexão coletiva sobre estes dilemas contemporâneos.

AULA 1 – “Somewhere in time” – Utopias, Distopias e a Retrotopia de Bauman
A busca de uma perspectiva nos sentimentos passadistas. Com a emergência da sociedade líquida e a fragilização dos laços humanos, a busca pela segurança dá-se em uma mitificação de estruturas passadistas, gerando o que Bauman chama de Retrotopia, tema do seu último livro.
Leituras:
BAUMAN, Z. Retrotopia. RJ; Jorge Zahar

AULA 2 – Sociabilidades e fragilidades – Amores líquidos, vidas comunitárias (ou bolhas sociais) e buscas pela política
A fragilização dos laços humanos pressiona os indivíduos a constituírem conectividades (potencializando os desejos hedonistas no aqui agora) de forma que os compromissos provenientes de relações contratuais sejam afastados. Além disto, a segurança é buscada na rejeição à alteridade, na procura do outro como espelho de si mesmos (as bolhas sociais travestidas de comunidades) e a política como arenas de disputas pela afirmação do ego.
Leituras:
BAUMAN, Z. Comunidade
————, Z. Amor líquido
————, Z. Em busca da política

AULA 3 – A humilhação pública pelo fracasso como elemento pedagógico
A cristalização do sucesso e da vitória a qualquer custo no mercado competitivo gera imperativos éticos instrumentalizadores no qual o fracasso é o único elemento proibido e, portanto, passível de punição. O processo pedagógico não mais esquadrinha corpos na forma da biopolítica foucautiana mas prepara para a guerra.
Leituras:
BAUMAN, Z. Cultura e educação no mundo líquido-moderno
FOUCAULT, M. Vigiar e punir,.

AULA 4 – Roda de conversa: “Marx morreu, Freud morreu e eu mesmo não me sinto muito bem” (Alan Glucman)
Retomada dos conceitos discutidos e pensar os dilemas contemporâneos a partir da arte, comunicação, tecnologias e sociabilidades. Esta aula terá uma dinâmica participativa em que os participantes levantarão questões a partir de situações propostas.

 

 

 

Ministrado por

Dennis de Oliveira

Professor associado do curso de jornalismo da Escola de Comunicações e Artes da USP. Professor dos Programas de Pós-Graduação em Integração da América Latina (Prolam) e Mudança Social e Participação Política (Promuspp), ambos da USP. Coordenador do Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação. Autor dos livros; “A luta contra o racismo no Brasil” … Continue lendo “Dennis de Oliveira”

Aulas

AULA 1
Data: 20/03/2018
Horário: das 19h30 às 21h30

____________________________________

AULA 2
Data: 21/03/2018
Horário: das 19h30 às 21h30

_____________________________________

AULA 3
Data: 22/03/2018
Horário: das 19h30 às 21h30

____________________________________

AULA 4
Data: 23/03/2018
Horário: das 19h30 às 21h30