Artesania dos Afetos

CURSO MINISTRADO POR: Geni Núñez

VAGAS: Fora

CARGA HORÁRIA: 8h

DIAS DO CURSO: 12, 13, 14 e 15/09/2022- 19h às 21h

 

O curso irá contribuir para o alargamento das perspectivas relacionadas às formas de amor e amar a partir de perspectivas contracoloniais. Considerando a influência da colonização nos nossos modos de sentir-pensar-agir, discutiremos sobre o sistema de monoculturas (da fé, dos afetos, da sexualidade) e refletiremos sobre formas de reparação emocional.

R$ 300,00

Sem estoque no momento!
Avisa-me quando voltar ao estoque.

Avisa-me

Ementa do Curso

A formação visa contribuir para o alargamento das perspectivas relacionadas às formas de amor e amar a partir de perspectivas contracoloniais, especificamente as inspiradas na cosmogonia guarani. Considerando a influência da colonização nos nossos modos de sentir-pensar-agir, teremos discussões sobre o impacto do sistema de monoculturas (da fé, dos afetos, da sexualidade) e refletiremos coletivamente formas de reparação e reflorestamento emocional.

Dia 01: Breve percurso histórico da imposição da monogamia cristã em nosso território: a partir da análise de cartas jesuíticas, refletiremos sobre o modo como a monogamia foi e continua sendo imposta como único caminho possível para construção de relações. Discutiremos ainda sobre as resistências indígenas a essa imposição e sobre as pistas que podem nos dar para o combate à colonialidade nos dias de hoje

Dia 02: Tipos de ciúme e formas outras de acolhimento às angústias provocadas pelo amor romântico: a partir de uma perspectiva psicanalítica, abordaremos os principais tipos de ciúme, ponderando até que ponto nos auxiliam a identificar processos de insegurança/super segurança, baixa autoestima/ alta autoestima, comparação, competição e demais processos afins.

Dia 03: As interconexões entre a monocultura da sexualidade, da fé e dos afetos: reconhecendo que o debate acerca das formas de se relacionar são inescapavelmente atravessados pelas normas de gênero, discutiremos como a colonialidade limita e atravessam as potencialidades de experimentação afetivas.

Dia 04: Artesania dos afetos e reflorestamento do imaginário: nesse último encontro a proposta será voltada a pensarmos meios de reparação e acolhimento das feridas coloniais. A partir da perspectiva guarani serão apresentadas reflexões sobre outras formas de lidar com tempo, comparação, centramento, etc. As pessoas participantes serão convidadas a escrever/compartilhar poesias (ou outra expressão artística/artesanal) que tenham pertinência com o tema como forma de encaminhamento final da formação.

 

Bibliografia:

AMBRA, Pedro (org.). As subversões do Erótico. São Paulo: Cult Editora, 1ª ed., 2022.

VASALLO, Brigitte. Desafio Poliamoroso. São Paulo: Ed. Elefante, 1ª ed.. 2022.

SANTOS, Antonio Bispo. Somos da terra. PISEAGRAMA, Belo Horizonte, número 12, página 44 – 51, 2018. Disponível em:  https://piseagrama.org/somos-da-terra/

NÚÑEZ, Geni; OLIVEIRA, João Manuel; LAGO, Mara Coelho de Souza. Monogamia e (anti)colonialidades: uma artesania narrativa indígena. Dossiê Afetos, políticas e sexualidades não-monogâmicas – UFJF (2021)  Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/TeoriaeCultura/article/view/34439

 

Ministrado por

Geni Núñez

Ativista indígena, psicóloga, doutoranda no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (UFSC), na linha “Gênero e suas inter-relações com geração, etnia e classe”. Mestre no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social (UFSC), na linha “Processos de subjetivação, gênero e diversidades” Com enfoque teórico anticolonial, pesquisa branquitude, etnocídio e outras colonialidades. Autora do ebook Jaxy … Continue lendo “Geni Núñez”

Aulas

AULA 1
Data: 12/09/2022
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 2
Data: 13/09/2022
Horário: das 19h às 21h

_____________________________________

AULA 3
Data: 14/09/2022
Horário: das 19h às 21h

____________________________________

AULA 4
Data: 15/09/2022
Horário: das 19h às 21h